"As proporções equilibradas do PEUGEOT 308 e seu design limpo e tecnológico são a base ideal para esse modelo radical. O 308 R Hybrid explora muito bem essas características, ganhando um estilo ainda mais dinâmico e elegante". G. Vidal, Diretor de Estilo

CORTE NÍTIDO DA PINTURA COUPE FRANCHE

Colado ao solo por pneus 235/35 R19 montados em bitolas aumentadas em 80 mm, o PEUGEOT 308 R HYbrid devora o asfalto. A imponente face dianteira tem entradas de ar expressivas no capô e o para-choques mineral possui arestas vivas e superfícies lisas. De perfil, as linhas talhadas para se ajustarem aos componentes mecânicos captam a luz e convidam o olhar a percorrer o veículo. O PEUGEOT 308 R HYbrid tem uma pintura de um tom de azul intenso que contém pigmentos fluorescentes e partículas de vidro. É uma cor que evoca ao mesmo tempo o grupo motopropulsor híbrido e a tonalidade historicamente reservada aos carros de corrida franceses. Nas portas traseiras o azul está associado a um preto fosco, numa nova leitura da chamada Coupe Franche, a nítida transição de cores que caracteriza os modelos PEUGEOT mais extremos.

ESTILO EXPRESSIVO

A grade, com seu padrão xadrez, leva ar ao grupo motopropulsor que entrega uma potência de 500 cv. As entradas de ar laterais integram as setas de direção de LED com acendimento sequencial, enquanto a entrada de ar central ostenta a assinatura do modelo, o brasão do 308 R HYbrid gravado no conjunto.

A traseira do PEUGEOT 308 R HYbrid exprime com notável sobriedade o seu caráter radical. A postura traseira reflete a aderência ao solo do modelo enquanto na parte superior da porta traseira um spoiler estreito reforça a aerodinâmica. O para-choques tem duas saídas de ar que ajudam a regular a temperatura da bateria mediante extração do ar quente.

As entradas de ar e a parte inferior das laterais têm detalhes brancos com aspecto cerâmico que realçam o dinamismo do veículo.

INTERIOR DINÂMICO

Pela primeira vez, o PEUGEOT 308 R HYbrid utiliza materiais até então restritos aos carros-conceito. O painel de instrumentos é revestido com um material obtido por uma técnica de tecelagem digital. Este material inovador pode ser utilizado para realizar peças complexas de grande dimensão, macias ao tato e que dispensam a utilização de espuma, tornando o veículo mais leve. Este tecido digital reveste o painel das portas, associado ao couro preto e no mesmo tom amarelo envelhecido que recobre os bancos. Os acabamentos da parte superior e o forro do teto têm um tom cinza grafite.

Os bancos são recobertos de couro envelhecido num tom amarelado. Na mais pura tradição da esportividade, detalhes vermelhos pontuam o interior, especialmente no contorno dos mostradores, no indicador de centro do volante e no console central.